27 de novembro: Dia Nacional da EaD - UEMA - UemaNet

27 de novembro: Dia Nacional da EaD

27.11 - Dia EaD

Até pouco tempo falar em educação a distância era sinônimo de má qualidade na educação. Atualmente, a realidade mudou. Hoje, a EaD chega a lugares inimagináveis e cresceu de modo significativo nos últimos anos, de acordo com o Censo de Educação a Distância 2014/2015, realizado pela ABED – Associação Brasileira de Educação a Distância.

Ainda de acordo com o Censo, a tendência é ampliar ainda mais a sua oferta e procura. Em 2000 eram 1.682 alunos matriculados em graduações na modalidade a distância. Em 2014, esse número chegou a quase 4 milhões, entre alunos matriculados em cursos regulamentados totalmente a distância, cursos regulamentados semipresenciais e os livres.

Se antes a maioria dos que faziam eram pessoas mais velhas, hoje a idade gira em torno de 18 e 30 anos. A faixa etária diminui com o passar dos anos e os preconceitos são atenuados com o decorrer do tempo. E não para por aí. Se a educação presencial cresceu 3,1%, a EaD ultrapassou esse número com 12,2%.

“Os dados apresentados no Censo demonstram que a EaD brasileira continua crescendo e que, por sua vez, confirma a adoção plena, por parte de nossos cidadãos, dessa modalidade de aprendizagem que nada tem de fácil”, disse o presidente da ABED, Fredric M. Litto.

Mas quem são esses que buscam cada vez mais a EaD? Este grupo de alunos é formado em sua indiscutível maioria por trabalhadores empregados. A preferência se dá por estarem de um lado cursos nitidamente mais baratos se compararmos ao ensino presencial, devido a não utilização de infraestrutura e quadro de funcionários de apoio e segurança. Do outro lado, os alunos economizam com a ausência de desembolso com alimentação fora de casa, transporte e tempo. Além de ajudar na conservação de valores caros aos alunos, pois chegar em casa mais cedo, estudar na poltrona e ter tempo para curtir a família não tem preço.

O ensino a distância vem tendo crescimento muito superior ao ensino presencial e essa tendência, ao que tudo indica, vai se manter e ampliar, pois a única certeza é que de que veio para ficar, mudando paradigmas do ensino presencial que hoje pode aplicar 20% de seu conteúdo a distância, mas que tende cada vez mais ficar misto e tomar posicionamento semipresencial em um futuro próximo.

É fato que 2015 não está sendo um ano fácil e com a educação a distância não está sendo diferente. Mas, mesmo diante desse cenário temos muito o que comemorar, pois cada vez mais pessoas estão tendo mais acesso a uma educação superior de qualidade, por meio dessa modalidade.

Quer saber mais informações sobre o cenário da EaD no Brasil? Acesse http://www.abed.org.br/censoead2014/CensoEAD2014_portugues.pdf.

A UEMA completa 17 anos com a EaD
A Universidade Estadual do Maranhão, por meio do Núcleo de Tecnologias para Educação – UEMAnet, completou, em 2015, 17 anos de experiência em EaD. O Núcleo sempre procura acompanhar as mudanças e propiciar inovações tecnológicas educacionais às formações em diferentes áreas de atuação, buscando soluções adequadas às necessidades demandadas pela sociedade, com a compreensão de que a educação exige aprimoramento contínuo.

CURSOS A DISTÂNCIA EM OFERTA

FORMAÇÃO PROFISSIONAL: TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO

CURSO FORMAÇÃO CARGA HORÁRIA
Alimentos  

 

Técnico

1.605
Controle Ambiental 1.026
Guia de Turismo 1.285
Informática 1.315
Manutenção Automotiva 1.440
Mineração 1.500
Redes de Computadores 1.350
Segurança do Trabalho 1.590
Serviços Públicos 1.020

GRADUAÇÃO: TECNÓLOGO, BACHARELADO E LICENCIATURA

CURSO FORMAÇÂO CARGA HORARIA
Administração Pública Bacharel 3.000
Filosofia Licenciatura  2.865
Pedagogia 3.330
Alimentos Tecnólogo 3.075
Gestão Comercial 1.360

PÓS-GRADUAÇÃO: ESPECIALIZAÇÃO

CURSO ÀREA CARGA HORÁRIA
Especialização em Educação do Campo Educação

 

420 horas
Especialização em Ensino de Genética 420 horas
Especialização em Psicologia da Educação 450 horas
Gestão Pública Administração

 

420 horas
Gestão Pública Municipal 420 horas
Gestão em Saúde 420 horas