UEMA leva discussões sobre tecnologias educacionais para Congresso Brasileiro de Ensino Superior a Distância - UEMA - UemaNet

UEMA leva discussões sobre tecnologias educacionais para Congresso Brasileiro de Ensino Superior a Distância

IMG_3720

A Universidade Estadual do Maranhão, por meio do Núcleo de Tecnologias para Educação – UEMAnet – participou do Congresso Brasileiro do Ensino Superior a Distância – ESUD 2015, que aconteceu em Salvador/BA, de 30 de novembro a 03 de dezembro. O tema escolhido para a XII edição foi Cultura Digital e Inovação: tecnologia educacional e dispositivos móveis. O evento buscou refletir sobre a cultura digital e inovações tecnológicas que possam contribuir para a educação superior a distância.

A UEMA esteve presente com apresentação dos seguintes trabalhos científicos: OFICINAS PEDAGÓGICAS E MIDIÁTICAS: formação continuada para professores da EaD (Leonor Ribeiro, Ane Duailibe, Francilene Duarte, Renata Monteles); FORMAÇÃO TÉCNICA A DISTÂNCIA: a inserção do profissional no mercado de trabalho no Maranhão (Ilma Pinheiro, Ilka Serra); O ESTAGIO DE EDUCAÇÃO INFANTIL EM CURSOS A DISTÂNCIA: construindo pontes entre os projetos didáticos e a escola (Heloisa Varão, Loianne Cristiny); GESTÃO DE POLO: a proposta regulamentadora da UEMA (Roberta Reis, Sannya Rodrigues, Kátia Almeida).

Saiba um pouco mais sobre cada trabalho apresentado

OFICINAS PEDAGÓGICAS E MIDIÁTICAS: formação continuada para professores da EaD
“A ideia foi relatar como acontecem as Oficinas Pedagógicas e Midiáticas ofertados aos professores dos cursos de Educação a Distância – EaD, da UEMA, que visam a formação continuada, como também, apresentar os conteúdos mais relevantes exibidos em cada uma destas oficinas, ressaltando a participação dos docentes no processo de apropriação destes recursos. Demonstra-se os resultados sobre as principais dificuldades na produção de materiais para EaD e os aspectos relevantes do planejamento e produção de disciplinas, considerando as especificidades e complexidade dos diversos níveis de cursos ofertados. Ao final da análise das entrevistas foi constatado que os educadores convidados a contribuir com os conteúdos das disciplinas em cursos de níveis e especificidades diversas não tem literácia digital, formação adequada para produção de materiais didáticos, e tampouco uma base teórica sobre a aprendizagem online”, explicou a Profa. Leonor Viana.IMG_3680

FORMAÇÃO TÉCNICA A DISTÂNCIA: a inserção do profissional no mercado de trabalho no Maranhão
“O referido estudo tem como objetivo apresentar dados que permitam observar a inserção dos alunos no mercado de trabalho dos cursos Técnicos em Redes de Computadores, Informática e Planejamento em Gestão em Tecnologias da Informação, ofertados pela UEMA e mediados pelo Núcleo de tecnologias para Educação – UEMAnet. Para tanto, nos apoiamos em pesquisa realizadas no polo de apoio presencial no município de Santa Inês/MA no período de julho a outubro de 2013 nos cursos da primeira oferta. A ideia foi analisar o quantitativo de estudantes que foram inseridos no mercado de trabalho enquanto alunos dos referidos cursos, bem como o motivo que os levou a realizarem um curso técnico. Os cursos técnicos da rede e-Tec/Brasil objetiva ofertar cursos de nível médio de forma subsequente, na modalidade a distância por meio de polos de apoio presencial, proporcionando oportunidades de qualificação profissional. A pesquisa está pautada em uma metodologia descritiva e qualitativa dos dados colhidos por meio de entrevistas com um total de 35 alunos envolvendo os três cursos”, comentou a Profa. Ilma Pinheiro.IMG_3807

O ESTAGIO DE EDUCAÇÃO INFANTIL EM CURSOS A DISTÂNCIA: construindo pontes entre os projetos didáticos e a escola
“Apresentei um relato de experiência de Estágio Curricular em Educação infantil, no curso de Pedagogia a distância da UEMA, além de refletir sobre o estágio a partir de Projetos Didáticos, identificando as limitações, possibilidades e desafios em relação à mediação dos tutores, supervisores, do espaço físico e das questões pedagógicas pertinentes às práticas pedagógicas. O relato foi estruturado a partir da análise de práticas desenvolvidas em 15 polos da UAB/UEMA, utilizando-se os relatórios de estagiários e questionários respondidos por 15 tutores presenciais e a distancia e 3 Supervisores de Estágio. A análise dos relatórios foi realizada tomando como base as categorias: planejamento institucional, perfil dos profissionais e práticas de estágio com projetos didáticos e as contribuições, chegando a apontar certo descompasso entre o definido na legislação e a realidade dos espaços escolares e das funções de cuidar e educar a criança, dando ênfase ao estágio como fomento à formação continuada e ao desenvolvimento profissional, pela dinamização dos eixos curriculares de forma lúdica”, destacou a Profa. Heloisa Varão.

GESTÃO DE POLO: a proposta regulamentadora da UEMA
“A ideia foi descrever como o setor Gestão de Polo da Universidade operacionaliza as diretrizes no cotidiano, mediante o acompanhamento e monitoramento dos cursos, bem como demonstrar a importância de alinhar estratégias de comunicação entre a Instituição proponente e os polos. Uma vez que o setor caracteriza-se como uma ponte entre a UEMA e o Polo de Apoio Presencial, com a intenção de ser um mecanismo de assistência aos polos, um instrumento facilitador de superação dos déficits encontrados nos cursos ofertados pela IES, focando ainda o monitoramento, acompanhamento e avaliação das ações pedagógicas e administrativas intermediadas pelo UEMAnet. Com esse trabalho, a ideia é demonstrar a importância que o setor responsável pela articulação dos polos e cursos assume no atual estado de desenvolvimento das ações em EaD mediadas pela IES”, enfatizou a Profa. Kátia Almeida.IMG_3640

O Congresso
O ESUD é promovido pela Associação Universidade em Rede (UniRede) – um consórcio formado por instituições públicas de ensino superior (Universidades Federais, Estaduais e Institutos Federais) que têm por objetivo a promoção do desenvolvimento científico e tecnológico da Educação a Distância (EaD) no Brasil.

O evento tem contribuído para a discussão e consolidação da modalidade a distância no Brasil desde a criação da UniRede. As temáticas são sempre relevantes e os trabalhos apresentados demonstram os estudos e pesquisas na área.