Cursos de Graduação e Especialização

A UEMA é pioneira em ofertar a educação a distância no Maranhão. Já são 17 anos levando o acesso democrático ao ensino a todos os cantos desse Estado, rompendo os limites das ações educacionais presenciais. Onde você estiver a Uema vai até você, com 4 cursos de graduação.

Cursos de Graduação

Administração Pública

 

O curso de graduação em Administração Pública (bacharelado), na modalidade a distância, tem duração de 3.015 horas, com a oferta de 1.550 vagas, em 36 polos da UEMA (sendo destes 16 da Universidade e 15 polos UAB – Universidade Aberta do Brasil).


Os municípios são: São Luís; Caxias; Imperatriz; Bacabal; Balsas; Santa Inês; Açailândia; Grajaú; São João dos Patos; Barra do Corda; Timon; Colinas; Zé Doca; Lago da Pedra; Coelho Neto; Pinheiro; Alto Parnaíba; Anapurus; Arari; Bom Jesus das Selvas; Carolina; Codó; Dom Pedro; Fortaleza dos Nogueiras; Humberto de Campos; Lago da Pedra; Nina Rodrigues; Santa Quitéria do Maranhão; Santo Antonio dos Lopes; São Bento; Timbiras.


A concepção do Curso de Bacharelado em Administração Pública está voltada para a formação de egressos capazes de atuarem de forma eficiente e eficaz no contexto da gestão pública, à luz da ética, buscando contribuir para o alcance dos objetivos e desenvolvimento das organizações governamentais e não governamentais, de forma a possibilitá-las atender às necessidades e ao desenvolvimento da sociedade.

 

Para tal, o curso contempla sólida formação nas teorias administrativas e enfatiza o desenvolvimento de competências necessárias ao bom desempenho profissional do gestor público, além de formação generalista, permitindo definir um perfil de administrador moderno, capacitado a planejar, organizar, dirigir e controlar a ação e as políticas públicas nas diversas esferas de poder e de governo.

 

Objetivo

 

Formar cidadãos profissionais com amplo conhecimento de Administração Pública, capazes de atuarem no âmbito federal, estadual e municipal, administrando com competência as organizações governamentais e não-governamentais, de modo proativo, democrático e ético, visando à transformação e ao desenvolvimento da sociedade e do país.

 

Perfil do Egresso

 

O curso de Administração Pública a Distância está organizado visando formação de profissionais com perfil aderente àquele demandado pelas organizações públicas contemporâneas, permitindo, por meio de disciplinas obrigatórias, da linha de formação específica, dos seminários temáticos, do estágio supervisionado e do Trabalho de Conclusão de Curso, a formação de competências que preparem o egresso às contingências da gestão pública.

 

As organizações públicas modernas buscam o administrador generalista, integral e integrado, notadamente um agente de mudanças, que gere novos conhecimentos e caminhos para o aprimoramento e o desenvolvimento socioeconômico, político, técnico e cultural. Em outras palavras, um profissional autodidata, detentor de amplo portfólio de conhecimento, consciente da contínua necessidade de aprofundamento do conhecimento da Administração Pública e atualização das interfaces entre esta e outras áreas relacionadas, especialmente as afins, sem perder de vista as descobertas daquelas correlatas, uma vez que qualquer que seja o objeto de trabalho, estará inserido no contexto integral de uma sociedade globalizada.

 

Para atender às expectativas dessa sociedade emergente, o curso Bacharelado em Administração Pública procurará formar profissionais de competência sólida e moderna, em condições plenas de atuação eficiente e eficaz, preocupados com a relevância social do produto de seus trabalhos, apresentando habilidades para pró-atividade e criatividade; raciocínio lógico, crítico e analítico; visão sistêmica e estratégica para negociações, tomada de decisão, liderança e trabalhos em equipe.

 

O Curso de Administração Pública na modalidade a distância possui estrutura administrativa-pedagógica que contempla:

 

  • O estudante: estudante matriculado no curso e que irá estudar “a distância”;
  • Professores autores: responsáveis pela produção dos materiais didáticos (impressos e/ou em Ambientes Virtuais de Aprendizagem);
  • Professores formadores: responsáveis pela oferta de determinada disciplina no curso;
  • Professores pesquisadores: ligados a programa de pós-graduação da UEMA, ou com projeto específico, com a função de acompanhar o desenvolvimento do curso para monitorar e avaliar o sistema como um todo, ou alguns de seus subsistemas, para contribuir no processo de reconstrução da caminhada da Instituição na modalidade a distância;
  • Tutores (presenciais, a distância): bacharéis em Administração, ou em áreas afins, atuando no Pólo de Apoio Presencial, ou na Instituição. Têm a função de acompanhar, apoiar e avaliar os estudantes em sua caminhada. Recebem formação em EaD, antes de iniciarem suas atividades e ao longo do curso, sob a supervisão de um coordenador de “tutoria”, função ocupada por um professor do curso de Administração Pública. Quanto às funções específicas dos “tutores presenciais” e dos “tutores a distância”, dependerá do sistema de tutoria adotado pela Instituição e da disponibilidade ou não de profissionais formados em Administração nos municípios Pólos;
  • Equipe de apoio tecnológico e de logística: com a função de viabilizar as ações planejadas pela equipe pedagógica e de produção de material didático;

Matriz Curricular

Formação Pedagógica

 

A realidade maranhense ainda apresenta um número significativo de profissionais que atuam na área da educação sem a fundamentação científica e pedagógica essenciais ao desempenho docente, o que tem contribuído para agravar os problemas de qualidade de ensino.

 

Atenta a esse panorama, a Universidade Estadual do Maranhão vem oferecendo, desde 1992 o Curso de Formação Pedagógica, uma vez que a rede pública e privada de ensino do Estado do Maranhão contava com um contingente altíssimo de professores com licença precária, sem a devida habilitação para o magistério. A Lei n.º 12.066, de 13 de janeiro de 1993, já previa a qualificação.

 

A Resolução n° 220/94, do Conselho Estadual de Educação autorizou o funcionamento do programa em São Luís, para o Ensino de 2º Grau, junto a UEMA, prevendo a formação pedagógica para portadores de diplomas de nível superior nas diferentes áreas do conhecimento e que, mediante este programa, passam a ter qualificação para o magistério.

 

A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional nº 9.349/96, de 20 de dezembro de 1996, no seu artigo 63, item II, menciona textualmente: “de Formação Pedagógica para Professores Portadores de Diplomas de Educação Superior que queiram se dedicar à Educação Básica”.

 

Com advento da LDB Nª 9.394/1996, a Resolução nº 02/97, do Conselho Nacional de Educação, cria o Programa Especial de Formação Pedagógica de Docentes para as Disciplinas do Ensino Fundamental (5ª a 8ª série), Ensino Médio e Educação Profissional em Nível Técnico e determina que sua estruturação curricular deva ser articulada com os seguintes núcleos: Contextual, Estrutural e Integrador. O primeiro contempla as disciplinas de formação pedagógica; o segundo compreende os conteúdos teóricos e o terceiro, a prática.

 

Neste contexto, a Universidade Estadual do Maranhão – UEMA, em obediência a legislação vigente e em resposta a essa problemática do sistema de educação, organizou e implantou o Programa, que existe até os dias atuais.

 

O curso tem duração de 18 meses, ofertado na modalidade a distância, com um total de 90 vagas, tendo como público-alvo portador de diploma de graduação/bacharelado, prioritariamente professores de rede de ensino público (Estadual e Municipal), podendo alcançar professores de rede particular de ensino ou aqueles, que nelas pretendem inserir-se.

 

Objetivo

 

Oferecer formação pedagógica aos portadores de diploma de graduação/bacharelado, que atuam ou pretendem atuar como docentes no ensino fundamental, médio e educação profissional em nível técnico, no sistema educacional, por meio do aprofundamento teórico e prático de saberes essenciais à melhoria da qualidade da educação.

 

Perfil do Profissional

 

Propõe-se que a identidade do Programa Especial de Formação Pedagógica de Docente seja caracterizada pela indissociabilidade entre a teoria e a prática, relativa ao processo educativo, ocorrido nas instituições escolares dos diversos sistemas onde o futuro professor irá atuar como profissional da educação básica. Este profissional deve possuir conhecimento para pesquisar, diagnosticar, analisar, compreender, acolher, resignificar, redefinir e apontar possibilidades para a atuação dos profissionais da educação em seu campo de trabalho.

Matriz Curricular

Pedagogia

 

O curso de graduação em Pedagogia (licenciatura), na modalidade a distância, parte da concepção de pedagogo como profissional capaz de reconhecer-se como agente de transformação, provido de valores amplos e universais e de um repertório de informações e habilidades. Sendo ele capaz de exercer a docência e a organização e desenvolvimento de programas não-escolares fundamentados em princípios da interdisciplinaridade, contextualização, pertinência, relevância social, ética e sensibilidade estética, por meio de múltiplos conhecimentos e saberes construídos em tempo e espaço diversos e muldimensional, onde se articula os enfoques político, científico e afetivo.

 

A concepção do curso fundamenta-se em pressupostos que consolidam uma visão social transformadora do mundo expressa no artigo 4º da Resolução CNE/CP 1/2006, que fixa como atividades docentes as atividades que compreendem a participação na organização e gestão de sistemas e instituições de ensino, englobando:

  1. Planejamento, execução, coordenação, acompanhamento e avaliação de tarefas próprias do setor da educação;

  2. Planejamento, execução, coordenação, acompanhamento e avaliação de projetos e experiências educativas não-escolares;

  3. Produção e difusão do conhecimento científico-tecnológico do campo educacional, em contextos escolares e não-escolares.

Objetivo

Formar profissionais da educação – graduados em Pedagogia – habilitados para o exercício da docência em diferentes contextos: na Educação Infantil a Séries Iniciais do Ensino Fundamental, nas etapas do EJA, no Ensino Médio, na modalidade normal, nas demais áreas, nas quais sejam previstos conhecimentos pedagógicos, respeitando-se as especificidades dos sujeitos participantes dos espaços escolares e não-escolares nos quais vai atuar. Aliando, assim, as competências necessárias para o exercício do trabalho à sólida formação teórica e metodológica indispensáveis para a promoção de trabalho interdisciplinar e contextualizado, contribuindo para a transformação social de forma ética, crítica e criativa.



Perfil do Pedagogo

O pedagogo como intelectual deve possuir uma visão crítica e um domínio de conhecimentos específicos com vistas a desenvolver competências e habilidades relativas à docência na educação infantil, nas séries iniciais do ensino fundamental e nas disciplinas pedagógicas a nível médio, como afirmam as Diretrizes Curriculares para o Curso de Pedagogia.



Matriz Curricular

Filosofia

 

A área das licenciaturas que, pela essência e natureza da profissão, constitui categoria cuja demanda por parte das instituições continua crescendo, passa a exigir das instituições de ensino superior novos modelos de ensino e de aprendizagem que propiciem aos alunos condições para lidarem com as questões advindas da globalização.

 

Entendendo que a participação na construção de uma cidadania crítica exige uma prática educacional voltada para a compreensão dos direitos e deveres em relação à vida pessoal, coletiva e ambiental, a UEMA concebe seus cursos de forma intimamente relacionada a estes aspectos, não se descuidando da realidade social, cultural, política e econômica da região na qual está inserida.

 

Nesta ótica, a UEMA delineou seu Projeto Pedagógico Institucional (PPI), instrumento norteador dos Projetos Pedagógicos dos Cursos de Graduação (PPCs), tendo como centro de referência o homem como um ser holístico, privilegiando a formação de profissionais éticos, dotados de competência e qualificação técnica, que levem em consideração a dignidade do sujeito em suas especificidades.

 

O curso de Filosofia Licenciatura na modalidade a distância da UEMA insere-se no contexto e no debate sobre a formação em nível de licenciatura, atendendo a uma demanda local e regional por professores licenciados em Filosofia. Com o foco na docência, o curso assume o desafio de formar professores que sejam capazes de despertar as novas gerações não apenas no campo do desenvolvimento científico e tecnológico, mas também para o campo da reflexão crítica dos problemas sociais, culturais, políticos, econômicos e existenciais, vivenciados pela sociedade, entendendo o ser humano como sujeito e, ao mesmo tempo, objeto da realidade na qual está inserido.

 

A UEMA, através do seu Curso de licenciatura em Filosofia na modalidade a distância, pretende cumprir seu papel social observando sua inserção no atual contexto que cerca o meio científico e acadêmico, nos quais um novo conceito de ética está sendo discutido, pondo em evidência a Filosofia como instrumento gerador do cultivo de uma dimensão mais profunda dos valores referentes à conduta e da existência humana no mundo.

 

Objetivos Do Curso

 

Propiciar o desenvolvimento de competências e habilidades que proporcionem a formação técnica, humanista e investigativa, habilitando para a docência na Educação Básica, tendo por base a realidade educacional na qual o indivíduo está inserido e direcionando seu exercício profissional por valores éticos.

 
Perfil
 

O perfil desejável ao graduado com licenciatura em Filosofia é o de um profissional que sabe manejar o instrumental filosófico da tradição — obtido através do estudo rigoroso da história da Filosofia — com rigor, criticidade, independência intelectual e portador de um comportamento ético consciente e crítico da moralidade e da ordem política existentes. Um profissional com capacidade de acesso à maior parte da bibliografia especializada — mesmo aquela que não tem tradução para o português; capaz de manejar os mais diversos meios eletrônicos de informação e com habilidade intelectual de dialogar com as outras ciências — desde as humanas, passando pelas ciências da natureza e chegando ao mundo cibernético, da alta tecnologia — na busca de solução para as questões filosóficas centrais que o tempo histórico exige.

 

Um profissional capaz de lidar com o cientificismo, bem como de dar conta criticamente do mundo tecnológico em que se estás inserido, bem como das transformações que ele produz. Somando a isso, há a necessidade de que esse profissional saiba ser professor e tenha o conhecimento adequado das pessoas com as quais vai trabalhar, tendo claro que está lidando com pessoas em diferentes processos de formação e desenvolvimento físico e intelectual.

 

Assim, exige-se desse profissional o domínio de técnicas de ensino adequadas aos diferentes níveis de ensino da Filosofia, além da compreensão do papel da mesma na formação e constituição do pensamento da criança e do adolescente. Espera-se que o ensino filosófico possa ajudá-lo na consolidação de seu desenvolvimento intelectual, gerando condições de alcançar suas possibilidades futuras como um adulto pensante e crítico de sua realidade histórica e material.

 
Matriz Curricular
 

Cursos de Pós-Graduação

A UEMA, por meio do UEMAnet, oferta seis cursos de especialização: Ensino da Genética, Psicologia da Educação, Educação do Campo, Gestão em Saúde, Gestão Pública e Gestão Pública Municipal. Ambas com duração de 18 (dezoito) meses, incluindo cumprimento de créditos e elaboração de monografia. Saiba mais sobre cada uma.

Ensino da Genética

 

A utilização da Biotecnologia pelo homem é bastante antiga. O homem produz tecnologias biológicas desde que foram iniciadas as domesticações de animais e plantas, há mais de 10 mil anos, ou a utilização de levedos e bactérias para produzir simples alimentos. Esta ciência ganhou destaque, entretanto, com o surgimento de Biotecnologia Moderna após a descoberta da estrutura do DNA em 1953 por Watson e Crick. Esse fato possibilitou o desenvolvimento de várias tecnologias novas, que tem como matéria prima a variedade de genes em animais, plantas e microorganismos de todos os tipos.

 

Como consequência, não só professores e alunos precisam de educação em ciência. O conhecimento científico torna-se cada vez mais necessário ao cidadão comum, um recurso ao qual todos recorremos para obter orientação em nossas decisões diárias. Nesse sentido, diversos países tem buscado o incentivo a educação básica focada nas Ciências, com vistas a formar cidadãos aptos a discutir e opinar sobre os temas científicos da atualidade.

 

Buscando tomar parte no processo de aproximação entre a geração do conhecimento científico e sua transposição para a sociedade, apresentamos a especialização em Ensino da Genética, uma vez que se faz necessário o investimento na formação de docentes com vistas à elevar os padrões do ensino nas escolas.

 

O curso busca formar profissionais para que possam ser agentes de transformação das metodologias de ensino-aprendizagem, contribuindo no processo de melhoria do ensino e de democratização da ciência.

 

Objetivo

 

Contribuir com a educação em Ciências através da capacitação de professores que atuam no ensino no Maranhão, assim como promover a atualização dos participantes a respeito de temas relacionados em biotecnologia e biodiversidade.

 

Perfil do Profissional

 

Acreditamos que , como afirma Barbieri (2001), o professor produz conhecimento quando ensina, e que pode sistematizá-lo, investigando seu próprio trabalho, tendo melhor desempenho na função e ensinar. Sendo assim, espera-se que o egresso dessa especialização seja um profissional com formação voltada para a pesquisa em sala de aula, a autonomia didática pelo desenvolvimento de conteúdos flexíveis e constantemente atualizados, pela reflexão sobre a aprendizagem dos alunos, pelo desenvolvimento de metodologias adequadas ao ensino de Ciências e que busque um processo de avaliação formativa.

 

Um profissional que estará habilitado a compreender os aspectos históricos, políticos, sociais e ambientais relacionados à Biotecnologia e Biodiversidade, estará preparado para a reflexão e discussão das questões éticas relacionadas ao progresso da Ciência e assim poderá atuar como um agente de modificação da realidade, contribuindo para o desenvolvimento da ciência e da tecnologia, bem como para a conservação ambiental.

 
Matriz Curricular

Psicologia da Educação

 

A criação do Curso de Especialização em Psicologia da Educação justifica-se por seu pioneirismo no Estado do Maranhão, para atender à demanda de educadores no que se refere aos conhecimentos e habilidades educacionais com enfoques na Psicologia.

 

A Psicologia da Educação é disciplina fundamental nos cursos de formação de educadores, tanto na graduação quanto na pós-graduação. Um curso de modalidade de especialização tem a finalidade de aprofundar os conhecimentos de uma determinada área. Esse curso surge para aprofundar os conhecimentos e habilidades acerca dos processos e variáveis de natureza psicológica intervenientes da situação educativa, necessários no ato educativo. A Psicologia da Educação estuda esses processos de conhecimento que são vividos por pessoas que participam de atividades educativas em diferentes âmbitos como a escola, a família e o trabalho.

 

Sendo a educação, prioritária no desenvolvimento da sociedade, a compreensão psicossocial do humano, é indispensável na formação e qualificação de educadores capazes de promoverem a formação integral do indivíduo. É no curso de especialização em psicologia da educação que o profissional de educação irá se fundamentar sobre as relações entre os diferentes tipos de práticas educativas vigentes na nossa sociedade e dispor de critérios para valorizar as suas contribuições com relação ao desenvolvimento humano.

 

Objetivo

 

Atender à demanda de profissionais que atuam ou pretendem atuar na esfera educacional sob a perspectiva psicológica.

 
Matriz Curricular

Educação do Campo

 

O curso surge em consideração às questões relativas à educação campesina e a situação desigual a que essa população historicamente tem sido submetida, sendo voltado para os profissionais com atuação em educação do campo. Este propõe-se contribuir para a melhoria da qualidade do ensino oferecido nas áreas rurais maranhenses, em consonância com às necessidades culturais, os direitos sociais e à formação integral das crianças, jovens e adultos do campo.

 

As escolas rurais de educação básica apresentam características próprias em função da dispersão da população residente. Os estabelecimentos são, em sua maioria, de pequeno porte de 1ª a 4ª série do Ensino Fundamental, carecendo da ampliação do 5ª ao 9º ano, bem como do Ensino Médio.

 

Diante desse quadro é evidente a necessidade do estabelecimento de uma política para a educação que valorize os profissionais da educação do campo e que viabilize a expansão do quadro, a formação profissional adequada e a formação continuada, estimulando a permanência de profissionais qualificados nas salas de aulas rurais. Nesse sentido, o presente projeto tem como objetivo oportunizar o acesso à formação continuada para profissionais com atuação na educação do campo, objetivando contribuir para a oferta de uma educação contextualizada às realidades campesinas de forma a propiciar qualitativamente e em conformidade com as diretrizes para o setor possibilidades pedagógicas eficientes.

 

O curso de especialização em nível de pós-graduação lato sensu é direcionado à área de exercício profissional, tanto do docente como de outros profissionais inseridos no mercado de trabalho na perspectiva da educação continuada.

 

A oferta do curso de Educação do Campo possibilitará a ampliação das condições sócio-econômicas e culturais da população rural, bem como diminuir as idiossincrasias existentes entre o urbano e o rural.

 

Objetivo

 

Oferecer aos agentes educacionais do campo oportunidade de aperfeiçoar suas práticas pedagógicas consolidando teoria e prática em ações educativas permanentes, assim como contribuir com os docentes que atuam em comunidades quilombolas, ribeirinhas, assentados de reforma agrária, agricultores etc. momentos de reflexão e estudo do fazer pedagógico necessário às mudanças sociais aos interesses dessa população.

 
Matriz Curricular

Gestão

 

A Universidade oferta na área de Administração três especializações: Gestão em Saúde, Gestão Pública e gestão Pública Municipal. Ambas ofertadas por meio do Programa Nacional de Formação em Administração Pública.

 

Objetivos dos cursos de Especialização do Programa

 

Os cursos têm por objetivo a qualificação de pessoal de nível superior visando ao exercício de atividades gerenciais. Especificamente, pretende:

 

  • Capacitar quadros de gestores para atuarem na administração de macro (governo) e micro (unidades organizacionais) sistemas públicos;
  • Capacitar profissionais com formação adequada a intervirem na realidade social, política e econômica;
  • Contribuir para a melhoria da gestão das atividades desempenhadas pelo Estado brasileiro, no âmbito federal, estadual e municipal;
  • Contribuir para que o gestor público desenvolva visão estratégica dos negócios públicos, a partir do estudo sistemático e aprofundado da realidade administrativa do governo ou de suas unidades produtivas.

 

Público-Alvo

 

Os cursos destinam-se a portadores de diploma de curso superior que exercem atividades em órgãos públicos ou do terceiro setor ou que tenham aspirações ao exercício de função pública. Os objetivos de aprendizado para o estudante são os seguintes:

 

  • Compreender os conceitos básicos e terminologias nas áreas funcionais chave de organizações do primeiro (Estado) e terceiro setores nas áreas: gestão, estratégia, operações, finanças públicas, recursos humanos e outras;
  • Demonstrar habilidade para diagnosticar, analisar e oferecer soluções para situações organizacionais/empresariais complexas;
  • Desenvolver habilidades-chave (comunicação oral e escrita, trabalho em equipe, liderança) requeridas para uma carreira gerencial de sucesso;
  • Estar apto para fazer a integração das áreas funcionais do negócio para permitirtomadas de decisões acertadas para a organização como um todo.

 

Perfil Profissional

 

Em ambientes onde as mudanças ocorrem permanentemente e em grande velocidade, caracterizado ainda pela escassez de recursos e pelo alto nível de competitividade exigido pela sociedade contemporânea, exige-se que o profissional responsável pela condução das organizações públicas tenha desenvolvido sua criatividade, seu espírito critico e a sua capacidade de produção de novos conhecimentos.

 

Aliada a esta “personalidade dinâmica e flexível” – traço essencial na garantia de um bom desempenho do profissional da gestão – é preciso, ainda, que o Gestor Público desenvolva uma “visão estratégica dos negócios públicos”, o que pode ser obtido a partir do estudo sistemático e aprofundado das diversas áreas de ação no campo da Administração e da integração destas áreas em termos de conhecimento conceitual e analítico.

 

Deste modo, independente dos conhecimentos “comportamentais” e “de contexto”, exige-se do Gestor Público, o domínio das principais técnicas gerenciais no campo organizacional, de seus “recursos” humanos, financeiros e de produção e de gestão pública, evidentemente referenciada em um compromisso ético com a construção de uma sociedade justa.

 
Matriz Curricular