UEMA - UemaNet

Notícias

DALCAR visualiza UEMA como uma instituição forte na oferta de cursos profissionalizantes

DalcarNunca se vendeu tantos carros no Brasil como nos últimos anos. E, devido a esse crescimento, o setor automotivo é um dos mais estratégicos da economia brasileira e responsável por mover o país por meio da fabricação de carros, motos, caminhões, ônibus, embarcações e demais veículos motorizados. A área automotiva abrange as indústrias automobilísticas, náuticas, de autopeças e também a rede de pós-venda e manutenção.

A Universidade Estadual do Maranhão antenada a essa movimentação do mercado de trabalho, e, com foco no desenvolvimento do estado, implantou 14 cursos técnicos, todos ofertados na modalidade a distância, intermediados pelo seu Núcleo de Tecnologias para Educação – UEMANET. Dentre esses cursos, insere-se o de Manutenção Automotiva.

A qualidade empregada na oferta dos cursos tem despertado também as empresas privadas a procurar a UEMA em busca de parcerias. Dentre as empresas, ressalta-se o Grupo DALCAR, que já havia visitado a instituição em novembro de 2014 e nesta terça-feira, 09 de fevereiro, retornou com suas proposições para o alinhamento da parceria.

Mas o que busca a concessionária? Qualificar seus funcionários para atuarem em diferentes frentes, como: instalação, produção e manutenção automotiva, ou seja, formar profissionais com conhecimentos de sistemas automotivos eletrônicos e elétricos, com competência para coordenar equipes de trabalho, planejamento, desenvolvimento e avaliação de projetos e aplicação de normas técnicas.

Dalcar3É exatamente nessa perspectiva que a UEMA trabalha. Daí o interesse da DALCAR procurar a instituição para firmar um acordo onde seja ministrado um curso que alie a expertise dos dois parceiros. Significa também que os outros alunos da UEMA terão a oportunidade de participar de práticas e estágios na empresa.

Segundo, Moisés Santos, Gerente de Pós-Venda da DALCAR, existe uma grande demanda nessa área, mas falta profissional qualificado no mercado. “O mercado está sempre com necessidade desses técnicos, no entanto, faltam profissionais, porque também faltam Instituições que os qualifiquem. Os carros da atualidade possuem uma alta tecnologia e há um déficit de mão de obra qualificada para lidar com ela. A UEMA surge nesse meio para formar essa mão de obra, para atender a essa demanda”, diz o Gerente.

Para a Coordenadora Geral do UEMANET, Profa. Ilka Serra, o mercado automobilístico se renova a cada dia. “O mercado vive em constante mudança, é muito dinâmico e inovador. Concordo como Sr. Moisés quando ele coloca que a tecnologia empregada nos automóveis se renova cotidianamente e isso exige muito dos profissionais da área. E é essa a preocupação que a UEMA tem com os cursos técnicos mediados pelas tecnologias, de implementar metodologias e práticas, tanto no ambiente virtual quanto em laboratórios. Implantamos recentemente um moderno laboratório de Manutenção Automotiva, que tem dinamizado consideravelmente as aulas práticas. O Reitor Prof. Gustavo Pereira e toda a Universidade ficam muito felizes em poder atender as demandas do nosso Estado. Vamos agora, partir para a fase de formalização que envolve os compromissos dos partícipes”, destaca a Prof. Ilka.

Participaram também da reunião as professora Eliza Flora e Sandra Regina pelo Núcleo da UEMA e Laena Reis Carvalho (Coordenadora de Recursos Humanos) e Glaucia Glenda Ramos (Analista de Treinamento) pelo Grupo DALCAR.

Dalcar2

 

Por Paula Lima

Pró-reitoria de Extensão e UEMANET juntos para atender demandas sobre diversidade étnico-racial e comunidades quilombolas

uemanet e proexaeA Universidade Estadual do Maranhão, por meio do Núcleo de Tecnologias para Educação – UEMANET e da Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Estudantis – PROEXAE, atende mais uma demanda da Secretaria de Estado da Educação – SEDUC, através da sua Secretaria Adjunta de Ensino.

A SEDUC, por meio da Secretaria Adjunta de Ensino, criou, em 2015, a Supervisão de Educação Escolar Quilombola e de Educação para Relações Étnico-Raciais (SUPEQUERER), com vistas ao desenvolvimento de ações, que visem a melhoria da educação ofertada às comunidades quilombolas e a promoção da igualdade racial.

Dessa forma, a SEDUC buscou parceria com a UEMA para a transmissão de web conferências, nas datas propostas no Calendário da Educação para as Relações Étnico-Raciais (ERER), elaborado pela SUPEQUERER. O calendário possui datas relevantes, inclusive para o Maranhão, sobre os marcos históricos da luta pelo respeito às diferenças étnico-raciais e culturais e pela igualdade de condições e oportunidades, entre as quais: Dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Racial (21.03); Dia Nacional de Denúncia contra o Racismo (13.05); Dia Nacional da Consciência Negra (20.11) e outras.

As webs têm como público-alvo, profissionais da educação do Estado, nos polos de abrangência do UEMANET. Na oportunidade, serão desenvolvidas palestras, debates e discussões que visem a reflexão e promoção de estudos a partir do marco histórico discutido naquela data. A primeira web conferência já acontecerá no dia 21 de março, sobre a Discriminação racial no Brasil e o mito da democracia racial.

Durante a reunião, a equipe representante pela SEDUC deixou claro, que sempre espera contar com o apoio da UEMA para a realização de mais uma demanda, uma vez que sabe que esta IES está comprometida em criar condições para a inserção da diversidade étnico-racial e da equidade racial no cenário da educação maranhense e que esses temas não dizem respeito somente à população negra, mas a todos os cidadãos inseridos na sociedade multicultural e pluriétnica.

A Coordenadora Geral do UEMANET, Profa. Ilka Serra, deixou claro que a UEMA está sempre disponível para receber as propostas dos parceiros, analisá-las e não mede esforços para atendê-las, quer por meio de suas Pró-reitoras, quer pelo UEMANET. O Reitor Prof. Gustavo e toda a sua Equipe se sentem gratificados pela visibilidade do trabalho que a UEMA vem conquistando no cenário atual, se refletindo positivamente junto aos órgãos e empresas privadas e de toda sociedade maranhense.

Nessa direção, o Pró-Reitor de Extensão e Assuntos Estudantis, Prof. Porfírio Candanedo Guerra, se prontificou a estudar a viabilidade de projetos de extensão que atenda a comunidades quilombolas.

Secretaria de Saúde do Maranhão busca parceria com UEMA

Sec.SaudeUma Equipe da Secretaria de Saúde do Estado do Maranhão vistou a Universidade Estadual do Maranhão – UEMA, no dia 05 de fevereiro, na perspetiva de estabelecer parceria, tendo em vista o desenvolvimento de programas da área da saúde, de modo especial, a formação dos seus servidores. A visita inicialmente foi feita ao Núcleo de Tecnologias para Educação – UEMANET, onde a Equipe foi recebida pelas Professoras Ilka Serra – Coordenadora Geral – e Eliza Flora – Assessora de Planos, Programas e Projetos Especiais do referido Núcleo.

A Secretaria de Saúde esteve representada pela Superintendente de Atenção Primária em Saúde – Silvia Maria Amorim; pela Chefe do Departamento, Monitoramento e Avaliação da Vigilância em Saúde – Maria de Jesus Bezerra; pelo Chefe da Sala de Situação da Atenção Primária em Saúde, – Jamerson Ferreira Leite Junior; pela Chefe de Departamento de Atenção a Saúde da Família – Violeta Maria Soares; pela Chefe do Departamento de Educação e Saúde – Claudiana Miranda Cordeiro; e pela Coordenadora do Programa Saúde na Escola – Ana Carolina Fernandes.

O objetivo da visita é consolidar uma parceria com a Universidade. “A função da Secretaria é capacitar e monitorar as várias equipes de saúde ligadas a Secretaria de Saúde. Queremos, assim, estabelecer um parceria com a UEMA no que tange a essas formações para que possamos fazer esse acompanhamento também de forma online. Acreditamos na possibilidade da Universidade poder viabilizar meios para estarmos mais próximos dos municípios do Estado”, explicou a Superintendente Silvia Amorim.

Segundo a Coordenadora Geral do UEMANET, parcerias como esta são de extrema importância para a UEMA. “Nesse sentido, temos nos colocando à disposição para contribuir no que for necessário. A capilaridade que a UEMA apresenta hoje e a tecnologia usada para chegar aos municípios maranhenses, tem despertado o interesse de vários órgãos, empresas e secretarias estaduais e municipais em firmar acordos de parceria em busca de uma ação mais rápida e abrangente no diz respeito aos municípios maranhenses. A orientação do Reitor é que sejam recebidas as propostas para que então possam ser avaliadas todas as possibilidades”, destacou a Profa. Ilka Serra.

A Professora Eliza Flora observou “a necessidade da Secretaria fazer o levantamento de todas as suas demandas, inclusive, mapeando as ações por município, para que sejam estudadas as reais condições de viabilidade da parceria”. Ela ressaltou ainda que a UEMA tem se disponibilizado a colaborar com várias instituições: “recentemente a UEMA possibilitou a realização de três cursos de Especialização para o Hospital Sírio Libnês, numa valiosa parceria envolvendo a utilização da estrutura tecnológica do UEMANET”.

Após a visita às dependências do Núcleo a Equipe demonstrou ficar satisfeita e até surpresa com o aparato tecnológico da Instituição e reforçou o interesse de consolidar a parceria e a imperiosa necessidade de levar ao Secretário o resultado das discussões e as perspectivas das negociações.

A Prof. Ilka finalizou agradecendo a visita em nome da Universidade, sugerindo que o próximo passo, deverá ser o agendamento de uma nova reunião, dessa vez do Secretário de Saúde, Dr.Marcos Pacheco, com o Reitor, Prof.Gustavo Pereira, onde precisa ser apresentado um documento contendo o tipo de proposta que a Secretaria almeja: contemplando cursos, carga horária, produção de material, municípios de atuação e outros requisitos necessários para compor a parceria.

Conselheiro do CNE visita a UEMA

moacir (2)“Competência, qualidade, equipe qualificada e tecnologia de ponta”. Essa foi a opinião do Conselheiro Raimundo Moacir Feitosa, do Conselho Nacional de Educação após visitar as instalações do Núcleo de Tecnologias para Educação da UEMA (UEMANET), na tarde do dia 04 de fevereiro.

“Fiquei maravilhado com o trabalho realizado aqui. Aproveito para parabenizar a equipe da UEMA, que trabalha com a educação mediada pelas tecnologias. A população de São Luís precisa conhecer esse trabalho. E as outras universidades têm que conhecer o que a Universidade faz e usá-la como referência quando se trata de tecnologias e educação a distância. Verifiquei a existência de uma imensa contribuição social e técnica, que tem que ser louvada”, disse o conselheiro.

A Coordenadora Geral do UEMANET, Profa. Ilka Serra, destacou a importância da visita do professor e as perspectivas de parcerias e contribuições para os projetos da Instituição: “Temos o Prof. Moacir como um grande parceiro da UEMA, um incentivador ao reconhecer a educação a distância como uma possibilidade para corrigir os deficits da educação no Maranhão”.

Opinião compartilhada pela Assessora de Planos, Programas e Projetos Especiais do UEMANET, a Profa. Eliza Flora Muniz Araújo. “Tenho uma imensa admiração pelo Prof. Moacir pelos serviços prestados à educação do nosso Estado e do país. Lembrando que além de Professor do Departamento de Economia da UFMA e Conselheiro da Câmara de Educação Básica do CNE, já exerceu a função de Presidente Nacional da UNDIME e de Secretário de Educação de São Luís, onde realizou um excelente trabalho”, realçou a professora.

moacir (1)Ao ser apresentado ao Professor a proposta da plataforma de cursos abertos da UEMA, pela Coordenadora Pedagógica da DE, Sannya Rodrigues, ele se mostrou bastante interessado pela iniciativa. “Estamos na produção de um livro, uma espécie de resumo dos pareceres das diretrizes do CNE e vendo essa iniciativa sobre os cursos abertos me veio a ideia de, em parceria com a UEMA, animar essa publicação como forma de chamar a atenção do nosso público, e logo após, disponibilizá-lo livremente a quem desejar conhecer”, afirmou o Prof. Moacir.

A visita foi encerrada com as seguintes palavras do conselheiro: “O trabalho que a Universidade faz em prol da educação, atingindo todos os municípios do Maranhão, com certeza faz uma grande diferença”.

moacir (3)

UEMANET recebe visita da SEMCAS/São Luís

semcasNa tarde do dia 03 de fevereiro, o Núcleo de Tecnologias para Educação da UEMA – UEMANET recebeu a visita de uma equipe da Secretaria da Criança e Assistência Social de São Luís – SEMCAS. O objetivo foi firmar parceria com a Universidade no que tange ao Projeto Circo Escola, executado pela Secretaria, no bairro da Cidade Operária e territórios adjacentes.

O projeto tem como foco o trabalho de prevenção, beneficiando 350 crianças e adolescentes, de 07 a 17 anos, e atende, também, indiretamente mães e famílias destes.

De acordo com a Secretária Adjunta da SEMCAS, Nazareth Garcez, a ideia é uma parceria que leve atividades lúdicas, orientações sobre, por exemplo, drogas, economia no lar, alimentos, etc, tipos de cursos, que fazem parte rotina da Universidade e serão de grande valia para os beneficiados. “O que queremos é dá sentido a essa população, que na maioria das vezes está excluída e precisa dessa assistência. Buscamos a UEMA como forma de agregar a isso a tecnologia, o conhecimento. É trazer a criançada para conhecer esse espaço da Universidade, despertando, assim, o interesse acadêmico nelas. Essa é uma forma, também, da Universidade expandir o trabalho realizado para essas comunidades”, explicou a Secretária Adjunta.

A Coordenadora Geral do UEMANET, Profa. Ilka Serra, deixou claro que as portas do Núcleo e da Universidade estão abertas para essa e outras boas iniciativas. “Esse foi o primeiro contato. Temos condições sim de fazermos juntos um trabalho interessante. Aguardamos uma proposta formatada, com as demandas da SEMCAS para assim seguirmos adiante com os trabalhos propostos e consolidação da parceria”, destacou a Professora.

Na ocasião, a equipe da Secretaria visitou as instalações físicas e tecnológicas do Núcleo e conheceu de perto a forma como a UEMA trabalha a educação mediada pelas tecnologias.

UEMA divulga lista de excedentes para cursos técnicos

img_pacepA Universidade Estadual do Maranhão, por meio do Núcleo de Tecnologias para Educação – UEMANET, divulga lista de excedentes dos cursos técnicos, modalidade a distância: Alimentos, Controle Ambiental, Guia de Turismo, Informática, Mineração, Redes de Computadores, Segurança do Trabalho e Serviços Públicos.

As matrículas deverão ser feitas no período de 09 a 13 de fevereiro, no Polo de Apoio Presencial escolhido no ato da inscrição.

Veja documentação necessária, endereços dos polos e nomes no edital_excedentesetec.

Reitor do IEMA visita instalações do UemaNet

ESSANa tarde do dia 28 de janeiro, o Núcleo de Tecnologias para Educação da Universidade Estadual do Maranhão – UemaNet recebeu a visita do Reitor do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão – IEMA, Francisco Alberto Gonçalves Filho.

A visita foi guiada pela Coordenadora Geral do UemaNet, Ilka Serra. Estiveram presentes, também, o Secretário Adjunto Estadual de Educação Profissional, Tecnológica e Inclusão Social, André Bello; Coordenador UAB do IFMA, Samuel Barroso; a Coordenadora da Assessoria do UemaNet, Eliza Flora Muniz; e o Assessor Dario Soares.

Na ocasião, a comitiva fez um passeio pelas instalações do Núcleo. Nessa oportunidade conheceram tanto as instalações físicas e tecnológicas quanto o funcionamento dos cursos desenvolvidos na modalidade a distância. “A UEMA é referência nessa área e com a implantação do IEMA queremos visitar todas as instituições, como forma de juntos trabalharmos a educação em prol do desenvolvimento do Maranhão, porque o objetivo do Instituto é unir e não segregar. Essa é uma experiência exitosa em todo o país e traremos para o nosso Estado, e não temos condição de fazer isso de forma isolada. É a união que vai fazer a diferença na vida das pessoas”, disse o Reitor Alberto.

Durante o percurso, conheceram os principais setores do UemaNet: Design Educacional; Estúdio; Laboratórios; Salas de Multimídia; e-Tec. Diante do que viu o Reitor exaltou, também, a estrutura montada e o nível do trabalho produzido pelos profissionais: “O trabalho desenvolvido aqui é muito amplo, a quantidade de profissionais envolvidos e a qualidade destes e do material produzido por eles mostra o motivo pelo qual a UEMA é a primeira instituição a se pensar quando se fala em educação a distância”.

A Coordenadora do UemaNet aproveitou a oportunidade para destacar a demanda existente no Estado. “É fato que a UEMA sozinha não tem como atender toda a demanda do Estado, que só cresce. É grande o número de jovens e adultos que não têm a oportunidade de fazer um curso de nível superior, ou mesmo um curso de qualificação profissional. Na realidade, a Universidade, hoje, por meio dos cursos na modalidade EaD, vem atingindo essas pessoas em diferentes municípios, até mesmo naqueles mais longínquos. Por isso, afirmo que a EaD é um caminho sem volta, considerando a sua capacidade de chegar em vários lugares ao mesmo tempo, de atender um quantitativo significativo de estudantes, da flexibilidade em relação ao tempo de estudo do aluno, e de tantas outras vantagens. Existe uma demanda muito grande para o ensino presencial, mas, para o a distância é bem maior”, ressaltou a Profª Ilka.

O Reitor ressaltou a importância da parceria das instituições. “O Governo do Estado propõe parcerias com os institutos e universidades para profissionalizar os maranhenses e gerar quadros qualificados no Estado. Queremos que o Maranhão tenha uma rede de ensino técnico e profissionalizante que atenda a essa demanda”. E, ainda, completou: “Juntos vamos lutar por uma educação melhor em todas as esferas, com diálogo aberto, franco e direto. Dessa forma, poderemos crescer e fortalecer a educação, desenvolvendo, assim, o nosso Estado”.

Crianças de escolas comunitárias participam de Pic Nic Literário da Uema

essaPor Paula Lima

Um Pic Nic diferente, com muita leitura e imaginação. Assim foi o Pic Nic Literário da Universidade Estadual do Maranhão, por meio do curso de Pedagogia a distância. O momento aconteceu na tarde do dia 29 de janeiro. Uma parceria com a Rede Leitora Terra das Palmeiras e as escolas comunitárias do entorno da Universidade.

A iniciativa abrangeu as seguintes escolas: Instituto Educacional e Assistência Nossa Senhora Aparecida; Associação Beneficente das Crianças Carentes da Vila Santa Clara; Clube de Mães Mariana; Colégio Nossa Senhora da Conceição; Escola Educando. Ambas localizadas nos bairros Cidade Olímpica e Cidade Operária.

O momento teve a participação de quase 50 crianças, da educação infantil e ensino fundamental. A ação foi coordenada pelas bolsistas e voluntárias do projeto de extensão Narrando, Encantando e Conhecendo Escritores Maranhenses, realizado pelos alunos do curso de Pedagogia da Instituição. “A ideia foi divulgar o projeto para os futuros alunos do curso, além de integrar os estudantes das modalidades a distância e presencial, professores e mediadores de leitura das escolas campo de Estágio. E o principal: difundir a literatura maranhense para as crianças”, disse a diretora do curso de Pedagogia a distância e coordenadora do projeto de extensão, Profa.Heloisa Varão.

A tutora Magda Cristina, que acompanha o andamento do projeto em questão no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) destaca a importância dessa troca de experiências. “Foi importante para os professores e para os alunos do curso de Pedagogia, pois é o encontro da teoria e prática. Unido a isso estão as crianças e o contato com o escritor Wilson Marques, que foi nosso convidado especial. O Pic Nic vem despertar o conhecer dos escritores maranhenses. A ideia é levar essa iniciativa para os outros polos de educação a distância da Uema”, enfatizou ela.

Para a coordenadora do Fórum das Escolas Comunitárias e Filantrópicas de São Luís, Neuza Ribeiro, o mais interessante foi o ambiente escolhido. “Levar a literatura a essas crianças em um ambiente diferenciado, fazê-las viajar na imaginação fora da sala de aula tradicional foi uma ideia muito boa. A brincadeira, a interação, unidos num espaço aberto, com certeza é um incentivo a mais para despertar o gosto pela leitura”, realçou a coordenadora.

As crianças adoraram a tarde. Giovanna Oliveira, de 12 anos, da Escola Educando, quer repetir a experiência. “Adoro ler. E hoje li o livro Quem Tem Medo de Ana Jansen, de Wilson Marques, e me apaixonei. Iniciativas como essa devem se repetir, fazem bem. E é sempre bom aprender sobre a história e cultura do local em que vivemos. Foi muito bom sair da monotonia da sala de aula. Quero muito repetir esse momento”, sublinhou Giovanna encantada com a ideia.

A tarde foi encerrada com o relançamento do livro Contos e Lendas da Terra do Sol, escrito por Wilson Marques. O escritor e jornalista teceu elogios para a iniciativa da Uema. “Eu já comecei a gostar pelo nome. Pic Nic já foge do tradicional. É um formato que coloca a criança em contato com a leitura e o escritor em um ambiente descontraído. E nós escritores acabamos tendo novas idéias. Só tenho a agradecer o convite e elogiar esse trabalho, que foi muito interessante. Espero poder fazer parte mais vezes”, destacou ele.

Uema realiza Pic Nic Literário

No próximo dia 29 de janeiro, às 14h, a Universidade Estadual do Maranhão, por meio do curso de Pedagogia a distância, promoverá o PIC NIC LITERÁRIO, na área externa do prédio de Biologia. O evento será feito em parceria com a Rede Leitora Terra das Palmeiras e as escolas comunitárias do entorno da UEMA.

O momento terá a participação de 50 crianças. A ação será coordenada pelas bolsistas e voluntárias do projeto de extensão Narrando, Encantando e Conhecendo Escritores Maranhenses, realizado pelos alunos do curso de Pedagogia da Instituição. A ideia é divulgar o projeto para os futuros alunos do curso, além de integrar os estudantes das modalidades a distância e presencial, professores e mediadores de leitura das escolas campo de Estágio.

Na ocasião, ainda, acontecerá o lançamento do livro Contos e Lendas da Terra do Sol, escrito por Wilson Marques, às 17h, no auditório do UemaNet.

O momento será, também, de doação de livros para a Biblioteca da Sabedoria, localizada no bairro Cidade Olímpica.

Matrículas PACEP 2014 são prorrogadas

A Universidade Estadual do Maranhão, por meio do Núcleo de Tecnologias para Educação – UemaNet, prorrogou matrículas do Processo Seletivo Simplificado de Acesso aos Cursos da Educação Profissional Técnica de Nível Médio, forma subsequente, na modalidade a distância, no âmbito da Rede e-Tec Brasil (PACEP/2014).

A nova data é de 26 a 30 de janeiro de 2015, das 08h30 às 12h e das 14h às 17h30. Os candidatos deverão se dirigir ao polo escolhido, munidos da documentação exigida no edital nº 01/2015/UEMANET/UEMA.

O PACEP 2014 abriu 2.700 vagas em 22 polos com as seguintes opções de cursos: Alimentos, Controle Ambiental, Guia de Turismo, Informática, Redes de Computadores, Segurança do Trabalho, Serviços Públicos e o mais novo curso: Mineração.

Não percam o prazo!

Fale com a diretoria