TICs & EaD

A IMPLEMENTAÇÃO DOS 20% DE ATENDIMENTO EM EaD NOS CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO PRESENCIAIS DOS INSTITUTOS FEDERAIS DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL

Sergio Francisco Loss Franzin

Resumo


O tema da pesquisa é a relação entre educação presencial e Educação a Distância, delimitado na proporção de carga horária a distância. O objetivo geral consiste em apresentar e discutir as condições de implementação dos 20% de atendimento em EaD nos cursos técnicos de nível médio presenciais dos Institutos Federais de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. Especificamente, pretende-se discutir a alternativa da EaD diante dos desafios de instrumentação, cultura e gestão no âmbito dos Institutos Federais, no que se refere à duração e execução dos cursos técnicos. A pesquisa é bibliográfica e documental. Toma por referência especialmente a Resolução nº 6/2012 do Conselho Nacional de Educação. O uso da fração de 20% em EaD nos Cursos Técnicos de Nível Médio, presenciais, dos Institutos Federais de Educação, é uma alternativa viável para a otimização do tempo de integralização curricular. Para tanto, é necessária a garantia de qualidade na oferta, partindo de uma redefinição cultural sobre EaD e da provisão de infraestrutura, capacitação docente e processos de gestão de excelência. Embora não se trate de um processo novo (a própria EaD), esta alternativa da fração de 20% singulariza as formas de atendimento nas unidades de ensino e aprendizagem, porque os sujeitos conviverão com um sistema misto de trabalho, em que os professores serão também tutores dos seus alunos no desenvolvimento das atividades a distância. Aquelas instituições que não estejam seguras em adotar a alternativa plenamente, podem fazê-la parcial e progressivamente, por curso, até que se ajustem à nova sistemática de atendimento.

Palavras-chave: Educação. Distância. Carga horária. Institutos Federais.


Texto completo: PDF

Apontamentos