https://www.uemanet.uema.br/revista/index.php/ticseadfoco/issue/feed TICs & EaD em Foco 2022-04-22T20:36:01+00:00 Ilka Márcia Ribeiro de Souza Serra ilka.serra@uemanet.uema.br Open Journal Systems <p>A Revista TICs &amp; EaD em Foco (ISSN 2447-5726) é uma publicação científica semestral do Núcleo de Tecnologias para Educação - UEMAnet, da Universidade Estadual do Maranhão - UEMA.<br /><br />Tem como propósito principal compartilhar trabalhos que destacam a pesquisa, o desenvolvimento e as práticas da Educação a Distância - EaD e das Tecnologias de Informação e Comunicação - TICs com impacto positivo no Ensino e na Aprendizagem.</p> https://www.uemanet.uema.br/revista/index.php/ticseadfoco/article/view/597 Apresentação 2022-04-22T13:02:10+00:00 Ilka Márcia Ribeiro de Souza Serra tics.eadfoco@uemanet.uema.br Eliza Flora Muniz Araújo tics.eadfoco@uemanet.uema.br 2022-04-22T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 TICs & EaD em Foco https://www.uemanet.uema.br/revista/index.php/ticseadfoco/article/view/598 Ficha Técnica 2022-04-22T13:16:09+00:00 TICs & EaD em Foco tics.eadfoco@uemanet.uema.br 2022-04-22T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 TICs & EaD em Foco https://www.uemanet.uema.br/revista/index.php/ticseadfoco/article/view/600 DILEMAS DO ENSINO REMOTO NO ENSINO SUPERIOR NO BRASIL 2022-04-22T13:49:15+00:00 Elaine Cristina do Nascimento lani_criss@hotmail.com Fabio Pereira Cabral fabiopereiracabral@gmail.com <p>O presente estudo tem como objetivo investigar as recentes publicações sobre os dilemas encontrados no Ensino Superior, no contexto do ensino remoto, a partir do período de pandemia da Covid-19. O ensino com a utilização de recursos tecnológicos como estratégia educativa vem ganhando espaço no cenário educacional, especialmente, por combinar atividades presenciais e <em>on-line</em>, entretanto existem dilemas acerca das interações tecnológicas nos espaços acadêmicos. Como aporte metodológico, utilizou-se o método de Revisão Sistemática da Literatura (RSL), e, por meio dele, foram encontrados 72 artigos em 3 bases de dados (Scopus, SciELO e Web of Science). Para este estudo, foram selecionados 21 artigos, os quais foram classificados em 3 temas que compuseram a análise dos dados encontrados, a saber: desigualdades socioeconômicas dos discentes, práticas pedagógicas e ensino remoto. Nesses três tópicos, foram agrupados os artigos por similaridade. Os resultados da pesquisa apontam que a maioria dos artigos concordam que há uma tendência da permanência da modalidade híbrida de ensino e a necessidade do uso das tecnologias, bem como a necessidade de adaptação à modalidade remota com o uso das tecnologias de informação, embora haja desafios que transcendem questões estruturais, docentes e discentes, tais como: desigualdades socioeconômicas dos discentes, adaptação dos usos tecnológicos e adaptação ao “novo normal”.</p> 2022-04-22T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 TICs & EaD em Foco https://www.uemanet.uema.br/revista/index.php/ticseadfoco/article/view/601 A CRIAÇÃO DO DESIGN INSTRUCIONAL DO CURSO GESTÃO DE DESEMPENHO POR COMPETÊNCIAS: parceria UNICENTRO-UVPR-ADAPAR 2022-04-22T13:57:09+00:00 Manuela Pires Weissbock Eckstein mpires@unicentro.br Giovane Galvão giovanegalvao@unicentro.br Jaqueline Almeida de Lima jalima@unicentro.br Bianca Emanuelly Horbus Pinheiro biancaehpinheiro@gmail.com Marta Clediane Rodrigues Anciutti manciutti@unicentro.br <p>O Curso on-line “Gestão de Desempenho por Competências” é o resultado de uma parceria estabelecida entre a Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro) e a Universidade Virtual do Paraná (UVPR), com o objetivo de proporcionar uma capacitação aos servidores da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), considerando suas necessidades e gaps. Para tal, utilizou-se da metodologia de microlearning e do Design Instrucional (DI) para elaboração de uma trilha formativa pautando-se na cultura organizacional da Adapar e as competências de comunicação, foco em resultado, planejamento e trabalho em rede. A criação do processo de Design Instrucional da formação foi baseada em sete etapas, a saber: metodologia do curso, storyboard, criação do layout do mapa da disciplina, preenchimento do mapa da disciplina, correção do mapa, alimentação e teste da plataforma e lançamento do curso. A trilha formativa foi desenvolvida de modo a direcionar os diálogos propostos pelos docentes, com abordagens práticas e colaborativas, apresentando estudos de casos reais existentes na Adapar para que, dessa maneira, seus colaboradores produzissem estratégias de melhorias. As disciplinas foram organizadas em cards temáticos (Challenge, Bag, Cases, Mentoria e Debriefing), possibilitando ao discente um circuito de conhecimentos, desafios e trocas de saberes. A busca colaborativa do saber torna os sujeitos ativos e partícipes na construção da qualidade do ambiente de trabalho. O curso foi ofertado pela plataforma virtual de aprendizagem Moodle, por meio de momentos assíncronos com estudos de caso e reuniões síncronas com o uso do Google Meet. A parceria entre Unicentro, UVPR e Adapar evidencia a importância da universidade pública como propulsora de projetos educativos inovadores, oferecendo cursos de formação continuada para o público em geral.</p> 2022-04-22T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 TICs & EaD em Foco https://www.uemanet.uema.br/revista/index.php/ticseadfoco/article/view/602 AVALIAÇÕES REMOTAS EMERGENCIAIS EM UM CURSO DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA A DISTÂNCIA 2022-04-22T14:01:35+00:00 Jocemar de Quadros Chagas jocemarchagas@uepg.br Elisangela dos Santos Meza elisangelameza@gmail.com Ana Lúcia Pereira ana.lucia.pereira.173@gmail.com <p>Este artigo apresenta o processo de adaptação das avaliações em um Curso de Licenciatura em Matemática ofertado na modalidade a distância de uma universidade pública no estado do Paraná, durante o período de pandemia da Covid-19. Como contextualização, apresenta-se brevemente a universidade e o Curso de Licenciatura em Matemática, assim como o histórico da oferta a distância do referido curso no âmbito da Universidade Aberta do Brasil (UAB). O processo avaliativo constante no Projeto Pedagógico do Curso é, também, apresentado, assim como algumas pertinentes reflexões acerca da avaliação em Matemática. Na sequência, destaca-se a adaptação das avaliações finais (tipicamente presenciais) ao formato remoto, motivada pelas restrições de mobilidade e aglomeração impostas pelo poder público como tentativas de contenção da pandemia do novo coronavírus, sempre ressaltando que Ensino Remoto Emergencial (ERE) não deve ser confundido com Educação a Distância (EaD). As estratégias emergenciais apontam que a inserção no AVA do registro das resoluções, realizadas durante as avaliações, motiva a desenvolver um olhar mais atento à forma como cada licenciando organiza o pensamento e raciocínio matemático. Além disso, a manutenção da exigência de produção escrita pelos estudantes nas atividades avaliativas serviu como um processo de “experimentação” e “reflexão” para professores e coordenadores do curso.</p> 2022-04-22T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 TICs & EaD em Foco https://www.uemanet.uema.br/revista/index.php/ticseadfoco/article/view/603 EDUCAÇÃO DIGITAL, DESIGN INSTRUCIONAL E METODOLOGIA DOS DESAFIOS NUM CURSO DE LÍNGUA INGLESA PARA ESTUDANTES DO ENSINO MÉDIO 2022-04-22T14:22:01+00:00 Maria Aparecida Crissi Knuppel knuppel@unicentro.br Marta Clediane Rodrigues Anciutti manciutti@unicentro.br Jaqueline Almeida de Lima jalima@unicentro.br Scheyla Joanne Horst shorst@unicentro.br <p>Com o objetivo de ampliar as competências de alunos da rede estadual de ensino em língua estrangeira e, ao mesmo tempo, incentivar o pensamento sobre vivências reais, como preparação para o intercâmbio estudantil no exterior, o Curso de Inglês Preparatório para o Projeto Ganhando o Mundo, da Secretaria de Estado da Educação e Esporte (Seed-PR), foi estruturado pela Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SETI-PR), por meio do Programa Paraná Fala Idiomas (PFI) e da Universidade Virtual do Paraná (UVPR), com o financiamento da Unidade Gestora do Fundo Paraná (UGF). Para esse curso, o Design Instrucional (DI) tomou como base a metodologia da Aprendizagem Baseada em Desafios. Em sua primeira turma, ofertada para 100 alunos de diferentes cidades paranaenses no decorrer do ano de 2021, em um Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) personalizado pela UVPR, a busca foi por customizar a experiência e propor uma trilha de aprendizagem composta por desafios que estimulassem a socialização entre os participantes, o contato frequente com professores, tutores, bem como a integração de materiais multimodais em uma aparência atrativa e intuitiva. Em um espaço colaborativo e pensando nos desafios da viagem para um outro país e cultura, os estudantes foram incentivados a refletir sobre questões norteadoras, a partir de um guia de atividades, sendo, também, orientados a publicar seus trabalhos em diferentes locais e formatos. Após essa experiência, percebeu-se, então, um amplo potencial da metodologia diante do perfil dos alunos do século XXI. Nesse sentido, este trabalho sintetiza a experiência de um DI que privilegiou a metodologia dos desafios em uma plataforma elaborada especialmente para um curso de língua inglesa.</p> 2022-04-22T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 TICs & EaD em Foco https://www.uemanet.uema.br/revista/index.php/ticseadfoco/article/view/604 EDUCAÇÃO ONLINE E AS MUDANÇAS PEDAGÓGICAS E ADMINISTRATIVAS 2022-04-22T15:21:04+00:00 Josimayre Novelli Coradim jnovelli@uem.br Josebely Martins de Souza Costa jmsouza@uem.br Claudinea Angélica dos Santos casantos@uel.br Silvio Tadeu de Oliveira silviodeoliveira@uenp.edu.br <p>O advento e a inserção das Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação (TDIC) no contexto do ensino e aprendizagem há algum tempo têm sido objetos de pesquisas de diferentes campos do saber e de discussões no meio acadêmico. Nesse sentido, percebe-se, entretanto, o surgimento de diversas dúvidas no que concerne à definição de conceitos basilares, como: “cultura digital”, “educação <em>OnLIFE</em>”, “educação digital em rede”, “educação digital <em>OnLIFE</em>”, entre outros. Essa problemática se acentuou especialmente no cenário pandêmico, em que foi necessário que professores, educadores, coordenadores pedagógicos e a comunidade escolar, como um todo, utilizassem a tecnologia para garantir a continuidade das aulas, em formato de Ensino Remoto Emergencial (ERE). A ideia deste trabalho surgiu durante as discussões do grupo de pesquisa “Grupo Multidisciplinar em Metodologias, Tecnologias e Design para EaD”. Assim, à luz de discussões de teóricos que discorrem sobre esses conceitos, como, por exemplo, Moreira; Schlemmer (2020), Floridi (2015), Di Felice (2017), entre outros, este artigo objetiva apresentar uma breve revisão de literatura sobre tais conceitos; situar seu surgimento, a fim de buscar maior compreensão sobre este universo que se desenha como “Educação Digital”; bem como discutir como esta esfera de conectividade, os novos paradigmas e novos cenários de ensino e aprendizagem têm sido dimensionados no contexto educacional brasileiro.</p> 2022-04-22T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 TICs & EaD em Foco https://www.uemanet.uema.br/revista/index.php/ticseadfoco/article/view/605 METODOLOGIAS ATIVAS E IMERSIVAS DE APRENDIZAGEM: relato de experiência do curso de Pedagogia 2022-04-22T15:25:41+00:00 Camila Tecla Mortean Mendonça teclacamila@hotmail.com Gisele Soncini Rodrigues gsrzanin@gmail.com João Paulo Bittencourt jpbitt45@gmail.com Maria Luísa Furlan Costa luisafurlancosta@gmail.com <p>O presente trabalho tem como objetivo apresentar um modelo pedagógico que integra a inovação, as metodologias ativas e imersivas, e as tecnologias na realização de atividades no Curso de Pedagogia, na modalidade de Educação a Distância (EaD), de uma Instituição de Ensino Superior (IES) privada, localizada, geograficamente, no Noroeste do Paraná, bem como suas vantagens enquanto metodologia de ensino. Para tanto, as atividades aplicadas são intituladas como Material de Avaliação Prática de Aprendizagem (Mapa), de maneira a propiciar aos acadêmicos uma experiência pautada nos desafios reais da profissão, centrada, também, na criatividade, no protagonismo e em uma perspectiva de construção do conhecimento, constituindo-se o objeto de estudo da pesquisa. Para a elaboração do trabalho, utilizou-se a pesquisa bibliográfica, com o propósito de entender e esclarecer questionamentos sobre a realidade estudada ao fazer uso de livros e artigos científicos que tratam do tema em foco. Além disso, realizou-se uma pesquisa no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) dos alunos do Curso de Pedagogia, com a finalidade de identificar as estratégias metodológicas que contemplem as metodologias ativas e imersivas, proporcionando, dessa forma, uma experiência inovadora por meio da utilização de tecnologias no curso. Concluiu-se que a metodologia utilizada deve favorecer a interação entre teoria e prática, de modo a propiciar ao estudante uma experiência real da profissão.</p> 2022-04-22T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 TICs & EaD em Foco https://www.uemanet.uema.br/revista/index.php/ticseadfoco/article/view/606 O MODELO ADDIE EM UM PROJETO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL: possibilidades para a Administração Pública 2022-04-22T15:40:31+00:00 Scheyla Joanne Horst shorst@unicentro.br Maria Aparecida Crissi Knuppel knuppel@unicentro.br João Angelo Pires da Silva jangelo@unicentro.br Giovane Galvão giovanegalvao@unicentro.br <p>Dentro das abordagens do Design Instrucional para cursos massivos on-line, um modelo bastante conhecido é o da sigla ADDIE, que contempla as fases de Análise, Design, Desenvolvimento, Implementação e Avaliação. Cada etapa possui suas características e objetivos, e, quando há um planejamento estruturado, é possível criar formações que respondam às necessidades pontuais do público-alvo em uma sociedade que demanda atualizações em diferentes áreas. O relato de experiência aqui apresentado contempla um caso de Design Instrucional fixo, com a elaboração de cursos autoinstrucionais referentes à atuação de setores de uma instituição pública do estado do Paraná, contando com o envolvimento de equipes multidisciplinares na produção e reflexões a respeito das etapas. O projeto foi elaborado no âmbito da Universidade Virtual do Paraná (UVPR), por meio do Núcleo de Educação a Distância da Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro). Constata-se que o trabalho conjunto pode resultar em uma proposta que evidencia o papel da universidade pública como propulsora de projetos educativos inovadores e que atendam a formatos que se inserem na educação digital. De tal forma, quando bem compreendido pelos autores, o modelo ADDIE pode contribuir para a formação na Administração Pública de maneira aberta e contínua, em tempos que exigem essa capacitação constante.</p> 2022-04-22T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 TICs & EaD em Foco https://www.uemanet.uema.br/revista/index.php/ticseadfoco/article/view/591 SALA DE AULA INVERTIDA PARA ENSINAR CITOLOGIA NO ENSINO MÉDIO: experiência em uma Escola Pública Cearense 2022-02-15T02:50:04+00:00 Robério Rodrigues Feitosa roberio.feit@gmail.com <p>A responsabilidade em ensinar Biologia para jovens é algo importante para ser discutido, pois inclui muitos desafios e requer a utilização de estratégias que facilitem a abordagem e a assimilação dos assuntos. O ensino híbrido e a Sala de Aula Invertida (SAI), especificamente, auxiliam a aprendizagem, por meio de metodologias variadas, promovendo o engajamento dos discentes. Desse modo, este estudo objetivou analisar a percepção de estudantes do 1º ano do Ensino Médio de uma escola pública cearense no que concerne à utilização da SAI nas aulas de Biologia e, ainda, no ensino de Citologia. Trata-se de uma pesquisa qualitativa de natureza exploratória realizada com alunos de uma instituição escolar estadual localizada no município de Jucás/CE. O período de aplicação da SAI compreendeu duas semanas do mês de outubro de 2019, e a coleta de dados aconteceu em novembro do mesmo ano. Os resultados sinalizam o reconhecimento dos sujeitos no sentido de que a SAI favorece a autonomia e possibilita diálogos em sala de aula, despertando um perfil participativo e responsável pela aprendizagem, bem como colaborando nos processos educativos dos envolvidos. Além disso, esse modelo de ensino híbrido oportuniza aprender em diferentes formatos, por meio de estratégias diferentes, e cada um pode perceber com qual delas conseguiu melhor assimilar os assuntos estudados. Essa possibilidade de aprender com materiais variados em ambientes e horários escolhidos pelos próprios aprendizes pode contribuir para que eles consigam entender melhor o que foi estudado. Outrossim, destacaram aspectos relevantes (engajamento, motivação, compreensão) da utilização da SAI no ensino e aprendizado de Biologia.</p> 2022-04-22T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 TICs & EaD em Foco